O poder do nó

Prisão fora…

Ou dentro de ti?

Amarras que confinam,

O infinito em si.

Nó que corrói.

Nó que ata.

Mata.

Negrume de alma.

Queixume que sobrevive,

Aos salpicos do luto.

Por dentro e por fora.

Prisão.

A força do nó.

Quem o desata?

O poder do nó
Partilhar
Analita Alves dos Santos

Analita Alves dos Santos

Ajuda pessoas a escrever com mais confiança e emoção e a descobrirem o poder e o prazer da escrita.

Mais artigos: